Revolução Artística Popular

Estudantes do ensino médio da Escola Estadual Newton Câmara Leal Barros, localizada no bairro da Gurilândia, vivenciaram um dia diferente. Os adolescentes tiveram a oportunidade de conhecer de perto a prática, a força e a musicalidade de um dos ritmos com maior capilaridade junto às comunidades periféricas do Brasil e do mundo, o RAP.

Reunidos na quadra poliesportiva, os jovens tiveram oficinas com os rappers Guido Campos e Dan Barros, que procuraram incentivar à escrita, poesia, rima e o improviso. O músico Guido Campos relatou sobre a importância do RAP em sua vida e na carreira. “O RAP literalmente salvou minha vida e deu oportunidade de entrar em uma faculdade”, contou. Dan Barros abordou sobre a essência do ritmo musical, da origem aos dias atuais. “O RAP nasceu nos Estados Unidos, com influência de artistas jamaicanos, que procuravam incentivar as pessoas a lerem bons livros”, relatou.

Dan Barros nasceu imerso no mundo da música brasileiro. Seu pai era sambista em Taubaté, e junto com sua mãe, dona de casa, apresentou um mundo repleto de referências afro-brasileiras e da música popular. Já adolescente, sua voz se destacou pela potência e afinação, confirmando o que parecia ser uma predestinação para o mundo musical. Guido Campos é ex-morador de rua. Rapper da cidade de Taubaté, também atua como escritor, poeta, ativista social e palestrante. Começou sua carreira em 1998 com o grupo Ponto 50, na comunidade do bairro São Gonçalo.

Durante as atividades, os estudantes foram estimulados a apresentar palavras ao rapper Dan Barros, para construção de músicas improvisadas. Na sequência, participaram de uma batalha de rimas, envolvendo toda comunidade escolar no processo. “Fechamos com chave de ouro o Projeto RAP este ano, em Taubaté. Acredito que deixamos uma mensagem muito positiva sobre a importância do conhecimento para os estudantes”, afirmou a coordenadora do projeto, jornalista Cláudia Mello.

O Projeto “Revolução Artística Popular (RAP)”, desenvolvido pela Rede Cidade de Comunicação e Cidadania/ TV Cidade, com coprodução da Caipira Filmes, Escola de Mídia Comunitária, Kilometrarte, Felicio Neto e Alfa Produções.

Mais imagens

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *