Dia da Consciência Negra no Sítio do Picapau Amarelo

No domingo (19), o Sítio do Picapau Amarelo irá celebrar o Dia da Consciência Negra com uma programação especial voltada a data. A realização da atividae é do Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas, Poiesis e Oficinas Culturais, com a correalização da Prefeitura de Taubaté. Durante a programação estão previstas apresentações do Baque Mulher, Maracatu Baque do Vale e a exibição do filme “Caminho entre cores e sons”, com uma roda de conversa.

O Ciclo de Cultura Tradicional promove reflexões sobre tradições caipiras, indígenas, afro -brasileiras, caiçaras e migrantes, propiciando um espaço contínuo de compartilhamento de saberes e convivência entre mestres, pesquisadores, agentes culturais e público. O Museu Monteiro Lobato fica na avenida Monteiro Lobato, na Chácara do Visconde. Confira a programação:

  • 14h30 - Apresentação – Baque Mulher Taubaté O Baque Mulher conta com mais de 20 mulheres, entre batuqueiras e dançarinas, de Taubaté e região. Sob a regência de Rafa Valente, o grupo representa o movimento de empoderamento feminino Baque Mulher, criado no Recife e liderado por Mestra Joana. Nas suas loas, além da homenagem à origem tradicional do Maracatu, traz questões contemporâneas, enaltecendo o poder feminino e se posicionando contra o machismo, a opressão, o preconceito e a violência.
  • 15h10 – Documentário Caminho Entre Cores e Sons + Conversa O documentário conta a história da chegada do Maracatu em Taubaté, e como essa cultura popular de Recife se inseriu na região do Vale do Paraíba, enfrentando desafios e conquistando espaço entre outras manifestações culturais presentes na cidade. Após a exibição, haverá bate papo com Bruno Urzua, Flávio Itajubá, Maurício Soares e Rafa Valente. Mediação: Thiago Moura Figueredo.
  • 17h - Apresentação – Maracatu Baque do Vale Uma imersão pelos quase 20 anos de existência do Maracatu Baque do Vale. Passando por baques, toques tradicionais, toadas e arranjos autorais e elaborados, o grupo apresentará tudo o que foi aprendido em pesquisas e vivências com grandes mestres da cultura popular pernambucana, com forte influência valeparaibana.

Mais imagens

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *